Shop Mobile More Submit  Join Login
About Literature / Hobbyist Mateus BragaMale/Brazil Recent Activity
Deviant for 2 Months
Needs Core Membership
Statistics 34 Deviations 0 Comments 90 Pageviews
×

Newest Deviations

Literature
Passaro Ferido
Canta para mim pobre pássaro ferido
Todas as tuas mágoas de dentro da gaiola
Querem que chame a tua prisão de abrigo
Mas sei que tu nunca viverá de esmolas
Tiram tua liberdade para te ouvir cantar
Não se importam se o teu canto é triste
Cortam tuas asas para não poder voar
Mas o desejo de ser livre ainda existe
E se eu te libertar não tenha medo de partir
Pois se um dia sentir saudades de mim
Saiba que eu sempre vou estar aqui
Mas se ainda tens medo de partir assim
A solidão eu não te permitirei sentir
A tua gaiola será como um lar para mim
:iconChaosInPerson:ChaosInPerson
:iconchaosinperson:ChaosInPerson 0 0
Literature
Retrato Escrito
Quero te gravar em minhas palavras
E emoldurar em meus versos tua imagem
Para que ao lembrar das alegrias passadas
Te veja sempre como está em minhas passagens
Te guardarei sorridente, jovem, livre como és
Pois o corpo envelhece e morre, mas a alma não
Tu voará sempre alto, nada prenderá teus pés
Partirá para teus caminhos, teu guia é teu coração.
:iconChaosInPerson:ChaosInPerson
:iconchaosinperson:ChaosInPerson 0 0
Literature
Poesia da Partida
Queria ter o teu amor para amar,
Amar só de um jeito só meu
Queria, eu, o meu coração te dar
Para ele ser somente seu
Mas o amor é livre e não se dá
E muito menos se ama só
O amor não é feito pra se guardar
É feito pra dar e espalhar sem dó
Por isso, meu amor, ama
Mesmo que o tempo passe
Seja como for, jamais te engana
Nunca haverá distância que nos afaste
E se o teu amor não posso ter
Não vou lamentar as coisas que não fiz
Vou partir em busca do meu ser,
Em busca de um amor pra ser feliz
E, quem sabe, talvez um dia
Quando a vida me ensinar a viver
Você possa ser somente minha
E o amor me trará de volta pra você
:iconChaosInPerson:ChaosInPerson
:iconchaosinperson:ChaosInPerson 0 0
Literature
Decompondo o Ser
Meu Ser em decomposição
Minhas lágrimas caem ao chão
Escorrem soltas, formam rios
Fluem para o mar à ver navios
O ar que sai dos meus pulmões
Sopra a chuva para as plantações
Sopra vento sudoeste, vem do mar
Molha essa terra seca e faz brotar
Na floresta dos meus cabelos
Novos carvalhos, todos belos
Do fim das minhas idéias mortas
Nasce a essência das rotas,
Caminhos do auto conhecimento.
Cessa, enfim, todo o sofrimento,
Finda o pensamento e a razão
Abre as portas da compreensão
Meus olhos fecham-se de repente
A visão se esvai para sempre
Vejo apenas as estrelas a brilhar
O brilho delas fôra do meu olhar
Cessam as batidas do coração
Some a dor e a lamentação
O pequeno botão se abre em flor
Do vazio triste floresce o amor
Carne e ossos vieram do pó
E ao pó retornaram sem dó
Ruiram-se os castelos de areia
Do meu ego e do mal que semeia
A minha voz há de calar-se agora
Resta
:iconChaosInPerson:ChaosInPerson
:iconchaosinperson:ChaosInPerson 0 0
Literature
A Flor da Pele
Seja o cheiro de aventura
Na brisa fresca da manhã,
Do beijo na chuva, a ternura,
Seja um segredo entre irmãs.
Do vento que sopra do mar, o frio
Do toque da tua pele, o calor
O medo do anoitecer sombrio
A alegria que nasce do amor
Sinta a vida em expansão
Deixe florescer o que sentir
Nascer a paz no coração
A emoção na pureza do sentir
Desperta na vida a paixão
E torna o ser mais que existir
:iconChaosInPerson:ChaosInPerson
:iconchaosinperson:ChaosInPerson 0 0
Literature
Mariposa
Observo atento, da janela, Tua magnífica beleza
Como pode uma coisa tão bela despertar em mim tão grande tristeza.
Ver-te a voar, tão livre e solta, é para mim um grande castigo,
Pois vivo aqui, como um pássaro na gaiola, preso
Quando o que eu queria, mesmo, era estar contigo.
Só tu me compreendes, Apenas tu és capaz de me amar
Tu conheces meu ódio por toda essa gente, Tu também és capaz de odiar
Somos culpados, ó, minha amada, apenas por não sermos perfeitos.
Para mim, tu não precisas mudar em nada, amamo-nos assim, feios do nosso jeito
Espero aqui todas as noites, apenas para vê-la voando sob a Lua
Tu nunca fugiste ao meu encontro, jamais me traíste,
Por isso, meu tempo é teu e minh’alma logo será tua.
Ó, minha Fada da Noite, minha Dama da Escuridão,
Minha querida Mariposa, Tu roubaste o meu coração
Em teus vôos graciosos, danças como a bailarina perfeita
Espe
:iconChaosInPerson:ChaosInPerson
:iconchaosinperson:ChaosInPerson 0 0
Literature
A Sad Story
It is a very sad story
That I will tell you now
There aren't pride or glory
Just hurt and pain
And if I cry, don't worry
And don't scary if I scream loud.
It starts with what people call rain
I call it... Nothing. It's not important.
My name is When and
All I wanna know is Why not now?
There are no rhymes in this Poetry
All my setences are crimes against me
All I do is hurt myself 'cause I hate me
I have no faith. I have no plan.
I decide to stop all my poetries
Write is just hurting me
And the climax of pain is when
She reads and say "I love it"
'Cause she loves my poetry
But She can't love me...
:iconChaosInPerson:ChaosInPerson
:iconchaosinperson:ChaosInPerson 0 0
Literature
Voce
O barulho do mar, que ouço sentado na varanda, sempre vai me lembrar você...
Que, assim como ele, está longe demais para eu poder te ver,   mas perto o bastante para te sentir.
Engraçado como apenas pensar em você me faz sorrir...
Você sempre diz que eu preciso sorrir mais, talvez queira que eu pense mais em você.
:iconChaosInPerson:ChaosInPerson
:iconchaosinperson:ChaosInPerson 1 0
Literature
Minha Vida
Tudo que escrevo, tudo que faço,
Cada suspiro, cada passo,
Cada palavra transcrita ao papel,
Cada pensamento, cada trago em meu cigarro e a fumaça que lanço ao céu. Tudo em minha vida remete a ti, pertence a ti.
Por ti passo a noite acordado
Escrevo poemas e canções
Os poemas recito empolgado
Para ver-te derreter de paixão
As canções deixo de lado, pois
Sou poeta e não cantor.
Escrevo cada palavra com todo meu amor
Ponho em cada verso uma parte do meu coração
Tudo para que sempre, quando,
Ao final de cada poema chegar,
Saiba que nunca deixarei de te amar.
:iconChaosInPerson:ChaosInPerson
:iconchaosinperson:ChaosInPerson 1 0
Literature
Sem Ti
O silêncio, o sol, o vento,
A rede a balançar. Deito,
Olho o céu, os pássaros a voar.
O dia está lindo, tudo está perfeito, Como está. Porém, ainda que
Atordoado por tanta beleza e Perfeição, sinto um vazio em meu
Coração. Meu peito arde, dói,
A saudade dói. Em meus olhos
Brotam lágrimas de emoção.
Penso — onde estará, agora,
A dona do meu coração? Choro,
Sem poder me controlar. Paro
E permaneço em silêncio. O sol
Já não está mais tão quente e
Brilhante, o céu, de azul, agora,
Está cinza e o vento tornou-se
Frio e cortante. Nada, em minha
Vida ou no universo, pode ser
Belo, tudo deixa de ser
Interessante, sem você.
:iconChaosInPerson:ChaosInPerson
:iconchaosinperson:ChaosInPerson 0 0
Literature
Esperar-te
Tal qual a esposa, esperançosa, Aguarda a volta do marido que
Está no mar, aguardo, eu, a sua Volta para os meus braços. Espero, Ancioso, pelo perfume dos teus Cabelos e o toque da sua pele. Padeço de um desejo carnal, Espiritual, emocional, e até, Existencial por ti!  Até que eu
Possa olhar no fundo dos teus
Olhos e contemplar o mistério da
Escuridão castanha do teu olhar,
Permanecerei, eu, na escuridão,
Sem luz alguma a clarear meus Dias cinzas.
:iconChaosInPerson:ChaosInPerson
:iconchaosinperson:ChaosInPerson 0 0
Mature content
Desejo :iconchaosinperson:ChaosInPerson 0 0
Literature
Causa e Consequencia
Por que você me expõe assim?
Diante de ti, minha alma tão dura
Como rocha se dissolve como areia...
Pra você cavar e brincar de fazer
Castelos, Anjinhos, escrever seu nome...
:iconChaosInPerson:ChaosInPerson
:iconchaosinperson:ChaosInPerson 0 0
Literature
Uma Noite Qualquer
Mais uma dessas noites vazias
Cheias de solidão e conversas tolas
Com alguém que não era você.
Saiste a procura dele, pensando
Em me encontrar. Encontrou ele
Apenas para me deixar, mas não
Sozinho. Encontrastes para mim
Um companhia, afim de amenizar
Minha solidão. Porém não pense
Que, por qualquer dessas coisas,
Fiquei triste ou tenho rancor
Basta olhar a natureza para saber
Que um dia é da caça, outro do
Caçador.
:iconChaosInPerson:ChaosInPerson
:iconchaosinperson:ChaosInPerson 0 0
Literature
Natureza do Amor
Sabe o Sol que nasce todas as manhãs?
Nunca brilhou mais que o teu sorriso...
Sabe a Chuva que cai a tarde?
Nunca me molhou mais que tuas lágrimas...
Sabe a Lua que clareia a noite?
Nunca me iluminou mais que a tua felicidade...
Sabe o os Dias que passam em minha vida?
Nenhum deles faria sentido sem você...
:iconChaosInPerson:ChaosInPerson
:iconchaosinperson:ChaosInPerson 0 0
Literature
Deixe-me
Deixe-me sozinho,
Deixe-me triste,
Deixe-me buscar a minha paz.
Com ou sem você.
Leve meu Amor,
Leve meu Coração,
Leve tudo de mim para ti.
Só me deixe.
Tire meu sono,
Tire meu sossêgo,
Tire a minha paz de espírito.
Só não tire minha esperança.
Sem ela hei de perecer.
:iconChaosInPerson:ChaosInPerson
:iconchaosinperson:ChaosInPerson 0 0

Favourites

The Queen by colonel-strawberry The Queen :iconcolonel-strawberry:colonel-strawberry 157 11 Enlightened by ShawnCoss Enlightened :iconshawncoss:ShawnCoss 430 21 Justice in Chaos by ShawnCoss Justice in Chaos :iconshawncoss:ShawnCoss 527 21 Comedy and Tragedy by ShawnCoss Comedy and Tragedy :iconshawncoss:ShawnCoss 416 20 Religiousvomit by ShawnCoss Religiousvomit :iconshawncoss:ShawnCoss 332 18 Hannibal Did This by ShawnCoss Hannibal Did This :iconshawncoss:ShawnCoss 1,257 46 Culthulu Leader by ShawnCoss Culthulu Leader :iconshawncoss:ShawnCoss 486 10 Wormfood by ShawnCoss Wormfood :iconshawncoss:ShawnCoss 315 8 Deathcatcher by ShawnCoss Deathcatcher :iconshawncoss:ShawnCoss 444 20 Learning to Smile by ShawnCoss Learning to Smile :iconshawncoss:ShawnCoss 426 24 Melonie Ink by ShawnCoss Melonie Ink :iconshawncoss:ShawnCoss 466 9 Green King by ShawnCoss Green King :iconshawncoss:ShawnCoss 189 6 Rabbit King by ShawnCoss Rabbit King :iconshawncoss:ShawnCoss 343 11 It Wasn't Real by ShawnCoss It Wasn't Real :iconshawncoss:ShawnCoss 177 6 Hello....Alice by ShawnCoss Hello....Alice :iconshawncoss:ShawnCoss 233 14 Hel by ShawnCoss Hel :iconshawncoss:ShawnCoss 310 9

Groups

This user is not currently part of any groups.

Activity


Distraída com meu exercício diário
De tentar sorrir sem estar alegre
Me pego observando meu mundo ao contrário
Movimentos, vozes, olhos que seguem

Permaneço em silêncio na multidão
Corpos me tocam, não sinto nada
Queria estar só, no conforto da solidão
Mas a vida me obriga a estar na estrada

Meu coração se enche de frio
Por fora minha pele queima em febre
Eu sou o completo vazio

A correnteza das ruas me leva
Meu corpo treme, o espirito geme
E o sofrimento pesa
Canta para mim pobre pássaro ferido
Todas as tuas mágoas de dentro da gaiola
Querem que chame a tua prisão de abrigo
Mas sei que tu nunca viverá de esmolas

Tiram tua liberdade para te ouvir cantar
Não se importam se o teu canto é triste
Cortam tuas asas para não poder voar
Mas o desejo de ser livre ainda existe

E se eu te libertar não tenha medo de partir
Pois se um dia sentir saudades de mim
Saiba que eu sempre vou estar aqui

Mas se ainda tens medo de partir assim
A solidão eu não te permitirei sentir
A tua gaiola será como um lar para mim
Quero te gravar em minhas palavras
E emoldurar em meus versos tua imagem
Para que ao lembrar das alegrias passadas
Te veja sempre como está em minhas passagens
Te guardarei sorridente, jovem, livre como és
Pois o corpo envelhece e morre, mas a alma não
Tu voará sempre alto, nada prenderá teus pés
Partirá para teus caminhos, teu guia é teu coração.
Queria ter o teu amor para amar,
Amar só de um jeito só meu
Queria, eu, o meu coração te dar
Para ele ser somente seu

Mas o amor é livre e não se dá
E muito menos se ama só
O amor não é feito pra se guardar
É feito pra dar e espalhar sem dó

Por isso, meu amor, ama
Mesmo que o tempo passe
Seja como for, jamais te engana
Nunca haverá distância que nos afaste

E se o teu amor não posso ter
Não vou lamentar as coisas que não fiz
Vou partir em busca do meu ser,
Em busca de um amor pra ser feliz

E, quem sabe, talvez um dia
Quando a vida me ensinar a viver
Você possa ser somente minha
E o amor me trará de volta pra você
Meu Ser em decomposição
Minhas lágrimas caem ao chão
Escorrem soltas, formam rios
Fluem para o mar à ver navios

O ar que sai dos meus pulmões
Sopra a chuva para as plantações
Sopra vento sudoeste, vem do mar
Molha essa terra seca e faz brotar

Na floresta dos meus cabelos
Novos carvalhos, todos belos
Do fim das minhas idéias mortas
Nasce a essência das rotas,

Caminhos do auto conhecimento.
Cessa, enfim, todo o sofrimento,
Finda o pensamento e a razão
Abre as portas da compreensão

Meus olhos fecham-se de repente
A visão se esvai para sempre
Vejo apenas as estrelas a brilhar
O brilho delas fôra do meu olhar

Cessam as batidas do coração
Some a dor e a lamentação
O pequeno botão se abre em flor
Do vazio triste floresce o amor

Carne e ossos vieram do pó
E ao pó retornaram sem dó
Ruiram-se os castelos de areia
Do meu ego e do mal que semeia

A minha voz há de calar-se agora
Resta o eco dessa voz sonhadora
Que apenas você poderá ouvir
Porque minha alma viverá em ti

Journal

No journal entries yet.

deviantID

ChaosInPerson's Profile Picture
ChaosInPerson
Mateus Braga
Artist | Hobbyist | Literature
Brazil

Comments


Add a Comment:
 
:iconmr-xerty:
Mr-Xerty Featured By Owner May 11, 2017  Professional Digital Artist
Obrigado! :)
Reply